Seja bem-vindo(a) ao nosso novo portal! Ajude-nos a deixá-lo ainda melhor enviando a sua opinião. Clique aqui.
A Voz do Pastor › 02/03/2017

Quaresma: tempo de reflexão, oração e conversão

Por Dom Messias dos Reis Silveira

A Igreja  ajuda seus filhos a se santificarem dentro do tempo. Os tempos litúrgicos acompanham os ritmo da vida que se identifica com o mistério de Cristo. Eis que chega o tempo quaresmal. É tempo de refletir como está o crescimento da vida especialmente no que diz  respeito a humanidade e espiritualidade. “Feliz o homem sem pecado, em seu caminho, que lei do Senhor Deus vai progredindo” (Sl 118/119, 1).

“Desde sempre a Quaresma foi o tempo da penitência e do jejum, da conversão e das renúncias espontâneas, mais ou menos generosas. E assim continuará  sendo, mas só  como sinal da participação no mistério pascal de Cristo; esse é o ponto determinante, aquilo que de fato deve crescer em cada Quaresma, o verdadeiro desejo de quem crê” (Amedeo Cencini in Respiro da vida, p. 245). Assim o tempo quaresmal prepara a pessoa para morrer para as coisas que tornam triste a vida, o pecado e, abrir-se a luz do Ressuscitado.

Por isso com muita clareza esse tempo é apresentado como oportunidade de profunda reflexão e oração para que as decisões sejam tomadas e os pés sejam fortalecidos, para andarem sempre nos caminhos de Cristo.

Pela reflexão a mente se abre. Quaresma é tempo de meditar sobre o tempo quaresmal da existência. Sim, todo discípulo de Jesus vive uma quaresma pessoal. Tanto a quaresma pessoal, como a litúrgica serão proveitosas se não se perder de vista o mistério pascal. É por causa dele que a vida encontra o seu sentido.

No Brasil a Igreja tem o costume de realizar a Campanha da Fraternidade apresentando um tema para a reflexão e conversão. Neste ano em sintonia com a Encíclica Laudato Si, do Papa Francisco o tema escolhido é sobre os biomas brasileiros e a defesa da vida. É um tema que demanda muita reflexão, pois a qualidade da vida depende do cuidado com a natureza que também vive o seu tempo quaresmal de maus tratos, explorações e ameaças. Como o tempo quaresmal prepara para a Páscoa, e aí celebramos o mistério da morte e ressurreição de Jesus, assim também podemos dizer que os biomas brasileiros estão crucificados pela exploração, desmatamento e queimadas. A Igreja deseja que eles ressuscitem para que tenhamos vida conforme Jesus quer. Permitindo que os biomas vivam, teremos melhores condições de vida.

Quaresma é tempo especial para  rezar. Na oração a pessoa se volta para Deus. Sente-se dependente Dele. Encontra Nele seu apoio. A partir dela assume-se compromissos que não deixam perder o rumo.

Vivamos com esperança esse tempo especial. Viver bem a Quaresma é como fazer um retiro de quarenta dias, no qual o pregador é o próprio Cristo que vai nos falando ao coração para que endireitemos nossas vidas, buscando a conversão pessoal e comunitária.

 

Dom Messias dos Reis Silveira

Bispo Diocesano de Uruaçu GO

Presidente do Regional Centro Oeste da Cnbb


Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.