Seja bem-vindo(a) ao nosso novo portal! Ajude-nos a deixá-lo ainda melhor enviando a sua opinião. Clique aqui.
Notícias da diocese › 02/02/2018

Nossa gratidão às Irmãs Salesianas dos Sagrados Corações

Com sentimento de muita gratidão e também de pesar, a Diocese de Uruaçu comunica que as Irmãs Salesianas dos Sagrados Corações, após 32 anos de missão, deixam a nossa Diocese. Nosso bispo diocesano, Dom Messias dos Reis Silveira, externa sua gratidão a elas por terem servido nossa diocese durante este tempo. Atualmente as irmãs estavam em missão na Paróquia Nossa Senhora das Graças, em Rialma. Serviram não só a comunidade local de Rialma, mas toda nossa diocese através de diversas missões por elas desempenhadas.

A congregação

São Filippo Smaldone nasceu no dia 27 de julho de 1848, na cidade de Napoli (Itália).Sua família era muito religiosa e de sua mãe recebeu os primeiros ensinamentos cristãos. Desde muito jovem sonhava em tornar-se Sacerdote, para isso, estudava muito, ajudava os pobres, visitava doentes em hospitais, ajudava às crianças a conhecerem Jesus.Tornou-se Sacerdote no dia 23 de setembro de 1871.
Em toda sua vida ele praticou a caridade e o amor ao próximo. Padre Filippo rezava muito para entender o que Deus queria dele. Então, em uma tarde, na Igreja de Santa Catarina, em Napoli, ele ensinava o catecismo às crianças quando ouviu-se gritar uma criança e a mãe que chorava, padre Filippo aproximou-se para acalmar a criança mas, a mãe gritou: “meu filho é surdo!” e saiu. Padre Filippo entendeu que o Senhor lhe pedia para dedicar-se às crianças surdas, e então, começou a ajudar os surdos de sua cidade e cidades vizinhas.

Por amar muito os surdos, pensou em dar-lhes mães e mestras: as irmãs. E em 25 de março de 1885, em Lecce, três jovens irmãs começaram a ajudar padre Filippo na educação dos surdos. Assim foi fundada a Congregação das Irmãs Salesianas dos Sagrados Corações, para que, mulheres consagradas a serviço de Deus e dos Irmãos pudessem no mundo inteiro tornar atual no tempo o grande milagre do:”EFETA”, abrindo para os surdos a porta da comunicação através do amor, da linguagem e da instrução.

Pascom Diocesana


Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.