Seja bem-vindo(a) ao nosso novo portal! Ajude-nos a deixá-lo ainda melhor enviando a sua opinião. Clique aqui.
Artigos › 30/03/2018

O caminho da Luz nos nossos passos ressucitado

Durante a Quaresma acompanhamos os passos da Via Sacra, com as estações que nos fizeram seguir Jesus em sua estrada de imolação, até chegar ao Calvário e depois ser sepultado. No primeiro dia da semana, que veio a se chamar Domingo, dia do Senhor, a vitória sobre a morte, o pecado e as trevas se mostra patente, com a Ressurreição de Jesus. A Igreja tem aqui seu centro de referência mais importante, sinal de esperança para todas as gerações, até que volte o Senhor, no final dos tempos.

A partir da Ressurreição, podemos tocar na alegria a ser comunicada a todos, através dos encontros com o Ressuscitado, chamados de “Via lucis”, “Caminho da Luz” (Cf. “Celebrare la Via Crucis e la Via Lucis”, Elledici, 2003). Apraz-nos apresentá-los como mensagem pascal, em tempos de tanta confusão, quando as pessoas estão diante de encruzilhadas desafiantes e mesmo terríveis. É hora de oferecer ao nosso tempo as luzes pascais, pois a Ressurreição imprime na vida de cada cristão um novo ritmo de alegria. De fato, o Senhor ilumina nosso caminho! Desejamos percorrer as quatorze estações do caminho da luz!

Primeiro passo é a própria Ressurreição de Jesus. Sabemos que Cristo ressuscitado está vivo em nosso meio (Cf. Mt 18,1-7). Sabemos que sua vida de ressuscitado é a fonte de nossa esperança. Por isso vivemos na alegria! Senhor Jesus, vencedor do pecado e da morte, escuta nossa oração. Como fizeste forte a fé dos discípulos, concede-nos também a força para vencer as seduções do pecado!

Os discípulos encontram vazio o sepulcro. Uma sepultura não podia segurar o corpo de Jesus, destinado à ressurreição (Cf. Jo 20,1-10). Depois da tremenda prova, o Filho de Deus deveria chegar à glória. Senhor Jesus, que entregaste à Igreja a tarefa de anunciar ao mundo tua ressurreição, concede-nos a graça de viver como ressuscitados para encontrar-te um dia no eterno esplendor do Céu!

Maria Madalena é personagem da terceira estação! (Cf. Jo 20,11-18) Ela se tornou Apóstola dos Apóstolos, contando aquilo que o Senhor lhe disse, para que façamos o mesmo: “Eu vi o Senhor!” Nós te suplicamos, Senhor Jesus, a graça de procurar-te com fé todos os dias da vida e rever sempre o teu rosto!

Continuamos nossa estrada da luz com os discípulos de Emaús (Cf. Lc 24,13-19). A cada etapa da estrada podemos encontrar o Senhor e caminhar com ele, ou podemos ignorar sua presença e buscar falsas seguranças. Senhor Jesus, que és um facho de luz e de salvação, guia nossos passos no caminho justo, para alcançarmos contigo o reino da luz infinita!

Depois, Jesus se manifesta no partir do pão! (Cf. Lc 24,29-35) Pão da vida, que Jesus prometeu a todos. Devemos esperá-lo com ansiedade cada semana, para a Missa de Domingo! Concede-nos, Senhor, um grande amor pelo Pão Eucarístico e faze-nos dignos de alimentar-nos sempre com teu imenso dom!

Com os discípulos no Cenáculo, nosso novo passo! (Cf. Lc 24,36-49) De lá para cá, os ministros da Igreja nos recordam as palavras dos profetas e a história das promessas da vinda do Salvador, feitas pelo Pai. Recordam-nos as provas da Ressurreição! Cuida, Senhor, dos sacerdotes de tua Igreja, para que saibam falar a língua do amor e anunciar a tua salvação!

Novo fruto da Ressurreição é o poder de perdoar os pecados, um passo do caminho da luz (Cf. Jo 20,19-23). A cruz é o preço do pecado, a morte que nos trouxe a vida! Senhor, inspira-nos a confiança ilimitada em tua misericórdia, junto com o desejo profundo de combater o pecado em todas as suas formas!

Tomé é nosso companheiro na estação que se segue (Jo 20,24-29). Grande a paciência do Senhor e a sua bondade, pronto a dar explicações aos seus discípulos. Nós também temos necessidades delas! Senhor Jesus, infunde em nós a luz de tua mensagem, para que possamos sempre reconhecer-te!

À beira do lago, quem pede algo para comer é aquele que pode alimentar a todos (Cf. Jo 21,2-12). Com sua palavra e com o alimento que oferece, ele nos faz ministros da sua caridade, para ir ao encontro das crianças famintas, as famílias sem casa, os doentes e pobres sem sustento! Faze-nos, Senhor, sentir-te presente perto de nós, para que aprendamos a receber e doar o melhor de nós mesmos a todos!

Simão Pedro aprendeu e nos deixou a lição de que o passo mais importante é o amor (Cf. Jo 21,15-19). Amor a Deus e ao próximo! O amor vence a morte, é infundido em nossos corações, tudo vence e tudo suporta. Senhor Jesus, que trouxeste à terra o amor do Pai, que este mesmo amor abrase a tua Igreja e se espalhe pelo mundo inteiro!

Os discípulos receberam a missão de levar a boa nova ao mundo inteiro (Cf. Mt 28,16-20). É luz e alegria sermos chamados a compartilhar a missão de Jesus. De uma forma ou de outra, todos chegamos com a Igreja aos confins da terra. Senhor, a fé nos faça atentos à difusão do Evangelho, prontos a fazer a nossa parte na missão da Igreja!

Depois de alguns dias, Jesus sobre ao Céu (Cf. At 1, 6-11). Caminhamos na vida com a certeza dos frutos salvíficos da Ressurreição de Jesus. Jesus prometeu que prepararia um lugar para os seus. Sem esta certeza, suas promessas não valeriam. Jesus, quando foste elevado ao Céu, prometeste permanecer em nosso meio. Recorda-nos sempre a realidade de tua presença, para trabalhar na esperança de tua vinda!

No caminho dos primeiros discípulos e no caminho da Igreja, Maria está sempre presente (Cf. At 1,1-14). Com ela, aguardamos a força do Espírito Santo, Espírito de Sabedoria, de fortaleza e de piedade. Vem, Espírito Santo, dom de Cristo à Igreja. Com Maria pedimos que consoles os corações fatigados e envies tua luz sobre os que estão desencorajados pelo peso do pecado!

Começou o tempo do Espírito no Pentecostes, derramado sobre a Virgem Maria e os Apóstolos (At 2,1-13), operando a transformação dos corações, o chamado à missão, o propósito de vencer o pecado, a decisão de servir e amar a todos. O Espírito Santo é a vida da Igreja, mantendo nela o zelo e o ardor do anúncio do Reino de Deus! Nós te suplicamos, Deus onipotente, faze que nunca falte à tua Igreja e ao mundo a força renovadora do teu Espírito. Fortalece-nos na fé e na esperança, para caminharmos seguros no caminho da luz!

Santa Páscoa! Santo caminho da luz para todos!

Dom Alberto Taveira Corrêa
Arcebispo de Belém do Pará


Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.