Seja bem-vindo(a) ao nosso novo portal! Ajude-nos a deixá-lo ainda melhor enviando a sua opinião. Clique aqui.
Notícias da diocese › 24/04/2018

Pastoral da Comunicação Diocesana planeja caminhada e atuação em rede

O Setor de Comunicação da Diocese de Uruaçu promoveu, nos dias 21 e 22 de abril, no Centro de Treinamento de Líderes (CTL), em Uruaçu, o seu primeiro Encontro, desde que padre Elias Silva e o diácono Raynner Leonardo assumiram a coordenação em fevereiro deste ano. O evento reuniu 25 agentes, representantes das cinco foranias da diocese.

Um dos objetivos do encontro foi fomentar a implantação, estruturação e fortalecimento da Pascom Paroquial, com perspectivas para a ampliação da comunicação em rede. O coordenador da Pascom da Diocese, padre Elias, abriu o encontro destacando pontos do Diretório de Comunicação da Igreja no Brasil – Documento 99 da CNBB, referência para os comunicadores, cujo objetivo é “motivar os pastores e os seus fiéis sobre a importância da comunicação para avida da comunidade eclesial, nos processos de evangelização e no diálogo com a sociedade” (cf. DC, nº 3).

“A Igreja existe para evangelizar muito mais do que para transmitir mensagens; se o bem não comunicar o mal irá fazê-lo como se fosse verdade; tenhamos cuidado, pois nossa verdade muitas vezes fica em segunda plano; nós falamos para quem acredita e para quem não acredita”. Esses foram alguns pontos mencionados por ele em sua explanação. O sacerdote também refletiu com os agentes da Pastoral da Comunicação sobre o capítulo V, do documento, que trata do protagonismo dos leigos, sobretudo porque a Igreja no Brasil vive em 2018, o Ano Nacional do Laicato.

Identidade visual

Outro momento importante do encontro foi a apresentação da logomarca do Setor de Comunicação. A identidade foi produzida pela Sagrado – Design e Comunicação, empresa de Anápolis. Padre Elias explicou que a arte é formada pelos traços da Catedral Imaculado Coração de Maria. Ao lado da torre da igreja há o ícone de sinal – ondas – wi-fi que faz referência aos diversos meios de comunicação. A localização dos ícones foi estrategicamente colocada na parte superior da torre para simbolizar também o som do sino da igreja, que foi e ainda é uma forma de comunicação. A logomarca, ainda conforme apresentação do coordenador, foi elaborada em aspectos minimalista e expressivo, cores em tons de vermelho e tipografia moderna, sem serifas e com formas geométricas básicas para facilitar a legibilidade.

O vice-coordenador da Pacom Diocesana, diácono Raynner Leonardo, conversou com os agentes sobre a realidade da comunicação na diocese. Ele explicou, em sua fala, que a missão da Pascom é o encontro com Deus, por meio da Igreja. Divididos em grupos, os participantes partilharam sobre a importância da Pastoral da Comunicação assumir a tarefa de comunicar nas paróquias; cobrir os eventos forâneos e levar para além de suas próprias estruturas, as atividades desenvolvidas pelas diversas pastorais.

Palavra do Pastor

Dom Messias dos Reis, o bispo diocesano, refletiu sobre o que é Pascom, cujas satividade nasceram muito antes de esta ser denominada Pastoral da Comunicação. “Aquele que tocava os sinos das igrejas chamando para as missas, celebrações e atividades da paróquia; a secretária da paróquia que atende o telefone; ou aquele que comunica um encontro que a comunidade vai realizar. Todas essas atividades são Pascom”, afirmou. O bispo também comentou que a Mensagem para o Dia Mundial das Comunicações Sociais (DMC) é publicada desde 1967 e em seguida sugeriu como essa data pode ser celebrada nas paróquias. “Podemos fazer um café da manhã da Pascom; ou uma missa com os agentes dessa pastoral e, no fim de tudo, alguém fala sobre o DMC”. Por fim, Dom Messias disse que seu sonho é ver a Pastoral da Comunicação presente forte e atuante em toda a diocese. “É um sonho ver a Pascom representada em todas as foranias da nossa diocese, esta Igreja particular que tem tanta vida e precisa ser divulgada para que a Mensagem de Jesus possa chegar e comunicar nossa experiência de ser Igreja”. Ele concluiu sua fala convidando os agentes a participar das várias atividades promovidas pela Igreja no Brasil e o Regional Centro-Oeste, como o Mutirão de Comunicação Diocesano de Uruaçu, a ser realizado no dia 2 de setembro; o 6º Encontro Nacional da Pascom, nos dias 19 a 22 de julho; a Jornada Regional da Comunicação, nos dias 19 a 21 de outubro, na Diocese de Rubiataba-Mozarlândia.

Plano Diocesano de Pastoral

O coordenador diocesano de pastoral, padre Francisco Agamenilton Damascena, marcou presença no Encontro e convidou os participantes a conhecerem o Plano Diocesano de Pastoral (PDP) e a nortearem os trabalhos de comunicação a partir deste documento, adotando como critérios, as prioridades do Plano. “Este documento é uma base, um guia norteador que pode ajudá-los a planejar a comunicação. Nele, vocês encontrarão cinco eixos presentes nas Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil e com isso estarão evangelizando de forma mais eficaz”, explicou. “A Pascom tem o papel fundamental de ajudar as pastorais a caminhar e se articular e, portanto, queremos que vocês venham para o meio participar com toda a diocese”, disse ainda.

Oração

Na noite de sábado (21) houve um lucernário, Adoração ao Santíssimo, conduzida pelo diácono Raynner. Foi um momento de encontro pessoal com o Senhor e oportunidade de pedir a ele que abençoe e guie a Pascom Diocesana. Na manhã seguinte, 4º Domingo do Tempo Pascal e Domingo do Bom Pastor, padre Elias presidiu a missa, que teve homilia proferida pelo diácono. “Pastor é aquele que comunica através de sua voz. Precisamos ser mais que instrumentos de comunicação, sendo os primeiros a ouvir a voz do mestre comunicá-la”.

Assessorias

As assessorias do encontro foram feitas pelo jornalista e assessor de imprensa da Diocese de Uruaçu, Fúlvio Costa, que abordou dois temas: O fato religioso é notícia? E o segundo: Comunicação pelas redes sociais. Nos dois ele trouxe reflexões que iluminaram a caminhada dos agentes. Sobre o primeiro tema ele explicou que a notícia no âmbito religioso se dá a partir do tratamento do material produzido e publicado. A notícia religiosa, conforme detalhou, acontece com a disponibilidade para cobertura jornalística; com a existência de suportes audiovisuais; simplificação dos relatos; entre outros. Já sobre a comunicação nas redes sociais, ele realçou que neste ambiente é preciso continuidade e constância; criatividade; cuidado com a linguagem utilizada em cada plataforma e interação com o público. Ele também pontuou que a comunicação em rede é um passo a ser priorizado na diocese. “A comunicação feita nas paróquias deve fluir e ser partilhada nas redes da Diocese de Uruaçu. Somos como uma teia a tecer fios até alcançar nosso público presente em todos os espaços da diocese e fora dela, por isso, vamos partilhar os conteúdos e levá-los a atingir mais pessoas, deixando de ser uma rede que sai do curtir e avança para o compartilhar”, comentou.

Comissão Diocesana da Pascom

O encontro já teve como um de seus frutos, a criação da Comissão Diocesana da Pastoral da Comunicação, que é formada pelos membros do Setor de Comunicação: padre Elias, diácono Raynner, Renan Kevin e Fúlvio Costa, e por um membro da Pacom em cada Forania. São eles: Indra Virgília Ferreira Liah – Paróquia Sant’Ana, de Uruaçu (Forania São Paulo). Karlla Farias Pires, da Paróquia Nossa Senhora das Graças, de Minaçu (Forania São Mateus); Jaqueline Aparecida Ferreira, da Paróquia Nossa Senhora da Guia, de Campinorte (Forania São Marcos); Victória Karoline Martins Silva, da Paróquia Santo Antônio Maria Claret, de Hidrolina (Forania São João Evangelista); o casal Gustavo Damas Silva e Emiliana Pereira de Camargo, da Paróquia Sagrado Coração de Jesus, de Goianésia (Forania São Lucas).

VEJA TODAS AS FOTOS

Setor de Comunicação Diocesano

Leia também: Pascom Diocesana acolhe nova coordenação: Pe. Elias Silva e Diácono Raynner Leonardo

Setor de Comunicação articula caminhada para o ano de 2018

Encontro Diocesano da Pastoral da Comunicação acontece no fim de semana


Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.