Diocese de Uruaçu se solidariza com a Arquidiocese de Brasília pelo assassinato do Pe. Casemiro Wojno

0
360

No sábado (21) o padre polonês Kazimierz Wojno (Pe. Casemiro), 71 anos, da Paróquia Nossa Senhora da Saúde, localizada na 702 Norte, em Brasília, foi estrangulado. A Polícia Militar do Distrito Federal dá conta de que ele foi vítima de latrocínio (roubo seguido de morte).

Da Igreja foi levado vários objetos e o religioso foi encontrado com mãos, pés e pescoço amarrados, conforme notícia do Correio Braziliense. CLIQUE AQUI.

Em nota, a Comissão Brasileira Justiça e Paz (CBJP) destacou que “a morte do padre Casimiro choca pelo contraste entre a sua vida de doação à causa da misericórdia e da promoção da paz”. Diz ainda que ele “morreu no serviço de Deus e da partilha pastoral. Por isso, mais que deblaterar contra as causas de sua morte e de se deixar arrastar pelo ressentimento, pela raiva, pedindo mais violência e vingança, o infausto acontecimento nos convoca a refletir sobre o sentido de ser cristão em tempos tão conturbados”.

A Diocese de Uruaçu se solidariza com os familiares, os amigos e paroquianos do padre Casemiro.