Home A Voz do Pastor A pessoa propõe, Deus dispõe

A pessoa propõe, Deus dispõe

0

No dia 06 de janeiro publiquei aqui um texto intitulado “um novo ano cheio de graças”. Não sabia eu, nem você, que, nos primeiros meses, seríamos surpreendidos pelo novo coronavírus causador da covid-19. Ele desencadeou uma crise sanitária, crise econômica, crise política e também existencial; tudo isso com suas repercussões no ambiente eclesial.

Pergunto: o novo ano está cheio de graças? Claro que sim, pois Jesus Cristo ressuscitado está entre nós, estende sua mão de bom pastor e nos conduz neste tempo de pandemia.

Ele é nosso refúgio e proteção. Continuamos a encontrá-lo nas Sagradas Escrituras, no próximo membro de nossa família, necessitado, doente, idoso, em nossa oração pessoal, dentro do nosso coração e na Missa. Assim, 2020 está cheio de graças. Experimentamos isso: a força nos vem do alto, Espírito Santo, e enfrentamos a provação do tempo presente.

Gradativamente temos retomado as celebrações, com maior presença de fiéis, e as atividades pastorais orientados pelas autoridades municipais e sanitárias. É uma hora que nos pede muita responsabilidade, prudência e obediência, como indicou Papa Francisco. As pessoas que por uma razão grave não podem ir à Missa são convidadas a acompanhar as transmissões da Missa pela TV, rádio ou internet. Incentivo-as a celebrarem a Palavra de Deus em seus lares. Vocês podem fazer isso graças a força do seu batismo. No dia em que somos batizados nos tornamos participantes do sacerdócio de Cristo. Por isso, podemos apresentar a Deus o louvor, a ação de graças e preces. É hora de fazer valer o que você se tornou pelo Batismo. A CNBB nacional e nossa diocese disponibilizam subsídios para estas celebrações.

Chegou o mês de maio, mês de Maria. Para esta ocasião, Papa Francisco nos enviou uma carta na qual ele nos convidou a oração do Terço, em família: “por isso, pensei propor-vos a todos que volteis a descobrir a beleza de rezar o Terço em casa, no mês de maio. Podeis fazê-lo juntos ou individualmente: decidi vós de acordo com as situações, valorizando ambas as possibilidades. Seja como for, há um segredo para bem o fazer: a simplicidade; e é fácil encontrar, mesmo na internet, bons esquemas para seguir na sua recitação” (Carta do Papa Francisco a todos os fieis para o mês de maio 2020).

Queridos diocesanos, acompanho-lhes com minhas orações, especialmente os idosos, enfermos, os desesperados e profissionais de saúde, incluindo os padres, médicos da alma.
Sigamos unidos na mesma prece: “enviai, Senhor, muitos operários, um novo bispo, para a vossa messe; pois a messe é grande, Senhor, e os operários são poucos”.

No passar do tempo, permaneçamos unidos a Maria que, em seu Imaculado Coração, nos guarda, nos protege e nos anima no discipulado.

Deus está no meio de nós e caminha conosco. Sigamos firmes na esperança, na fé e na caridade.

Fraternalmente.

Pe. Francisco Agamenilton Damascena
Administrador Diocesano

Foto: Naty Barreto

X