Brasão da Diocese

0
303

Descrição

De blau com um coração de goles cercado por uma coroa de rosas de argente com um resplendor de jalde, tendo em ponta um mar de argente ondado de blau; chefe de jalde com uma águia e sable. O escudo pousado sobre uma cruz e um báculo decussados, tendo por timbre uma mitra.

Interpretação

O campo de blau (azul) representa o manto da Virgem Santíssima, no centro do qual está o Imaculado Coração de Maria, sob cuja proteção está posta a Diocese, e sendo de goles (vermelho) simbo-liza o fogo da caridade inflamado nos corações pelo Divino Espírito
Santo, bem como valor e socorro aos necessitados.

A coroa de rosas representa as alegrias de Nossa Senhora, sendo que por seu metal argente (prata) simboliza a inocência, a castidade e a pureza. O resplendor é a luz irradiada do Coração Imaculado de Maria para todo o território da Diocese e, sendo de jalde (ouro) traduz: nobreza, autoridade, premência, generosidade, ardor e descortínio.

O mar de prata representa a re-presa da Serra da Mesa, que banha parte importante da Diocese e seu metal (prata) e sua cor (azul) têm o significado já descrito acima.

O chefe de jalde representa as ricas terras do Estado de Goiás, sendo que seu metal jalde (ouro), tem o significado já descrito e a águia é arma falante, em referência ao nome da Diocese e da cidade episcopal, que em língua tupi significa “Ave Grande”, sendo que seu esmalte sable (preto) simboliza: sabedoria, ciência, honestidade, firmeza e obediência ao Sucessor de Pedro.

A cruz é símbolo da fé cristã e o báculo, bem como a mitra que serve de timbre, são símbolos da autoridade episcopal.