Diocese de Uruaçu escolherá prioridades pastorais para 2020, em Avaliação Diocesana de Pastoral

0
445

No fim de cada ano, a Diocese de Uruaçu realiza sua Avaliação Diocesana de Pastoral e a cada quatro anos, a Assembleia Diocesana. Este ano de 2019 deveria acontecer a Assembleia, mas devido à vacância da diocese, isto é, sem a condução de um bispo, será realizada apenas a Avaliação Diocesana de Pastoral. A diferença, conforme o administrador diocesano, padre Francisco Agamenilton Damascena, é que a Assembleia é um encontro de envergadura maior, é de instância decisiva, de aprovação de um Plano Diocesano de Pastoral. A validade do último plano encerra no fim de 2019.

A Avaliação Diocesana de Pastoral acontecerá nos próximos dias 29 e 30 de novembro, no Centro de Treinamento de Lideranças (CTL) na cidade de Uruaçu. Por conta da vacância, não será traçado um novo Plano de Pastoral Diocesano. “Faremos a avaliação da caminhada de 2019 e em base às novas Diretrizes da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (DGAE 2019 -2023) iremos fazer escolhas pastorais a partir daquilo que nós já temos no Plano Diocesano de Pastoral mesmo sabendo que esse é o último ano de sua vigência”, disse padre Agamenilton.

Participam do evento, todo o Clero, os diáconos, um representante de cada congregação religiosa presente na diocese, um representante de cada nova comunidade, um leigo de cada paróquia e santuário, os coordenadores das pastorais, movimentos, organismos e serviços presentes na diocese e um membro da Escola Diaconal São Lourenço.

Durante a Avaliação Diocesana, os participantes tomarão conhecimento da síntese das avaliações pastorais das foranias que resultarão em um quadro pastoral diocesano, tomarão conhecimento dos resultados da Assembleia Eclesial do Regional Centro-Oeste e serão apresentadas as propostas pastorais das cinco foranias para o ano de 2020 em base as novas DGAE.

“Queremos ser uma comunidade eclesial missionária que se sustenta nos quatro pilares (Palavra, Caridade, Pão, Missionariedade), e, para 2020, escolheremos para cada pilar uma prioridade pastoral”

Haverá ainda no encontro de Avaliação, um momento de discussão das propostas vindas das foranias e serão escolhidas para cada pilar da comunidade eclesial missionária uma prioridade pastoral dentre aquelas do atual Plano Diocesano de Pastoral. Padre Agamenilton disse que em 2020 a diocese terá como objetivo assumir o grande compromisso do Regional Centro-Oeste. “Queremos ser uma comunidade eclesial missionária que se sustenta nos quatro pilares (Palavra, Caridade, Pão, Missionariedade), e, para 2020, escolheremos para cada pilar uma prioridade pastoral e então quando chegar o bispo ele dará os encaminhamentos para elaboração de um novo Plano Diocesano de Pastoral”, esclareceu.

Padre Agamenilton também comentou que a Avaliação Diocesana de Pastoral é muito importante porque é o espaço do exercício de concretização da comunhão e participação. “A comunhão e participação se dão ao longo de todo o ano, mas mediante encontros como esse fica mais visível”, disse. “É importante também por que juntos podemos ver, tomar consciência da situação pastoral diocesana e nos movemos pela fé a assumirmos os compromissos como diocese”, completou.

O administrador diocesano reza e nos convida a rezar para que o encontro seja rico e frutuoso. “Será o momento para pedirmos perdão a Deus por nossas faltas na evangelização, na missão nesse ano de 2019. Por outro lado será também um momento de ação de graças porque se chegamos até aqui foi graça ao Senhor, graças ao Espírito Santo que nos animou, nos fortaleceu e nos conduziu, de modo que esse Encontro de Avaliação Diocesana será um momento penitencial e de ação de graças pelo Senhor que fez e faz maravilhas entre nós”.