Home Notícias Destaque Jovens e adultos são crismados em diversas paróquias da Diocese de Uruaçu

Jovens e adultos são crismados em diversas paróquias da Diocese de Uruaçu

0
Jovens e adultos são crismados em diversas paróquias da Diocese de Uruaçu
Crisma na Paróquia Santuário São José, de Niquelândia

Embora o ministro ordinário do Sacramento da Confirmação ou Crisma seja o bispo, nossa diocese continua a conferi-lo nas paróquias e comunidades com o administrador diocesano, padre Francisco Agamenilton Damascena, já que nossa Igreja Particular continua vacante. Nos últimos meses, centenas de jovens e adultos têm recebido o sacramento. No dia 15 de dezembro foi a vez da Paróquia Santo Antônio, de Mara Rosa (GO), quando foram crismados mais de 50 jovens e adultos. Na Paróquia Santuário São José, em Niquelândia (GO) foi no dia 24 de novembro, Festa de Cristo Rei do Universo. Naquela ocasião, foram crismados 88 jovens. Já na Paróquia Nossa Senhora da Guia, em Campinorte (GO) também aconteceu no dia 24 de novembro e foram crismados 87 pessoas. Na Paróquia Nossa Senhora das Graças, em Rialma (GO) a crisma foi ministrada no dia 23 de novembro de 2019.

Mas qual o sentido dos sacramentos para a vida cristão, sobretudo o Sacramento da Crisma? “Nos Sacramentos, encontramos a força para pensar e agir segundo o Evangelho”, escreveu em sua conta no Twitter, o papa Francisco. De fato, é pelos Sacramentos que encontramos a graça e entendemos o mistério da redenção de Cristo. A Confirmação ou Crisma, conforme o Catecismo da Igreja Católica (CIC), juntamente com o Batismo e Eucaristia, constitui o conjunto dos sacramentos da Iniciação Cristã, cuja unidade deve ser assegurada.

A pessoa que recebe a Crisma está em plenamente inserida na vida da igreja

Enquanto o Batismo insere a pessoa, criança ou adulto na comunidade cristã, pois pela água as pessoas se tornam membros do Corpo de Cristo, Povo de Deus que é a Igreja, a Crisma tem o objetivo de confirmar o Batismo, ou seja, imprimir no cristão batizado o caráter de adulto na fé e na vivência em comunidade dos ensinamentos do Evangelho. A pessoa que recebe a Crisma está plenamente inserida na vida da Igreja. Segundo o CIC, o cristão que vai receber a Confirmação deve estar em estado de graça. Nesse sentido, a Igreja tem muito a contribuir. Começando pela catequese; os catequistas, de modo especial, precisam distinguir vivência do Evangelho de doutrinação.

A tradição da Igreja nos ensina que a melhor forma de preparar para a Crisma é tomar posse do modelo adotado pelos primeiros cristãos: colocar o catequizando em contato com Jesus Cristo, que é o principal conteúdo. Como fazer isso? Apresentando a vida do Jesus que curou, que cuidou das pessoas, que se preocupou com a humanidade; selecionando textos do Evangelho para ensinar os jovens; ler, reler, confeccionar cartazes e discutir; saborear a Palavra como se fosse uma Leitura Orante da Bíblia; esse é o sentido.

Veja fotos

X